A Tocar na Rádio

Titulo da Musica

Artista

Programa no Ar

Clube do Ouvinte

18:00 20:00

Programa no Ar

Clube do Ouvinte

18:00 20:00

Background

Portugal pode sair do corredor aéreo do Reino Unido ainda esta semana

Escrito porem 31 de Agosto, 2020

Notícia é avançada pela imprensa britânica.

Portugal pode sair do ‘corredor aéreo‘ do Reino Unido ainda esta semana, reporta a imprensa britânica. De acordo com o The Times, dados publicados ontem mostram que Portugal está perto de atingir os limites estabelecidos pelo governo britânico, após uma semana de ter sido dada permissão para visitar o país, sem necessidade de cumprir quarentena.

Esta decisão tratar-se-à de uma reação à subida do número de novos casos que tem sido registada nos últimos dias em Portugal, tendo a taxa de infeções subido para 19,4 casos por cem mil habitantes.

A métrica que deixa o governo britânico em alerta é a de 20 casos por 100 mil habitantes.

A imprensa britânica cita os dados divulgados pelo fundador da PA agency (empresa líder de viagens no Reino Unido), Paul Charles, que, nas últimas três semanas, tem previsto corretamente as revisões do governo, refere o The Telegraph.

“Infelizmente, Portugal está a regressar rapidamente à zona vermelha. O Governo português está a preparar o Estado de Contingência a partir do dia 15 de setembro. É muito provável que seja adicionado à lista de quarentena no dia 5 de setembro”, pode ler-se na publicação do especialista.

De acordo com Charles, reporta o The Telegraph, seria necessária “uma queda milagrosa no número de novos casos até quinta-feira, para evitar ser adicionado novamente à lista de quarentena do governo”.

Na sexta-feira, o coordenador do gabinete de crise covid-19 da Ordem dos Médicos, Filipe Froes alertou para o risco de o país perder corredor seguro para o Reino Unido. Recorde-se que Portugal só entrou nos “corredores aéreos” no passado dia 22 de agosto, o que impulsionou as reservas para o Algarve, com o turismo da região a dar conta de um crescimento.

Fonte: Noticias ao Minuto


Opinião do Leitor

Deixe o seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Os campos obrigatórios estão marcados